PESQUISAR NO BLOG

Carregando...

22/03/11

TREINAMENTO SAUDAVEL PARA GALOS


 
Já foi dito que a saúde do galo deve apresentar uma constante desde o seu nascimento até o seu treinamento . Só devemos exercitar aves sadias e vigorosas, amadurecidas, ou seja, após 14 a 18 meses de idade e que estejam confinadas. Por quê ?  Aves combatentes demoram mais para calcificar seus ossos e fortalecer a musculatura, fatores que só advém por completo com a maturidade.
É difícil explicar o manejo dos galos porque é uma coisa que se aprende mais vendo pessoas mais experientes e, principalmente, com a prática. O que apresento a seguir é bem geral pois existem até aparelhos para exercitar galos e exercícios mais sofisticados, feitos inclusive em tanques com água, mas nosso objetivo é apenas a manutenção da saúde das aves e não o de treiná-los para competições. Apesar de alguns entenderem muito de galos, ninguém sabe TUDO sobre aves e todos nós sempre teremos algo de novo para aprender. É isso que é importante no treinamento de galos e até talvez, para a nossa vida...

Dois fatores são fundamentais: ALIMENTAÇÃO  E  ESPAÇO. Como todo atleta o galo necessita de uma dieta rica porém balanceada. Uma sugestão: Milho quebrado (5 partes) + Aveia (2 partes) + Girassol (1 parte) + Sementes (1 parte) + Verduras e Legumes (1 parte) + Complexo Vitamínico-Mineral.
ESPAÇO: O ideal seria que permanecessem em passeadores o tempo todo, sempre se movimentando. PASSEADORES: 2 mts. X o,80 X o,80 (ideal)
O treinamento manual visa apenas estimular e exercitar aquilo que no galo é natural: BATER AS ASAS,  CORRER, , PULAR .Podemos usar uma mesa que forraremos com espuma de 10cms e revestiremos com um pedaço de carpete.
1. PULOS: Colocando-se a mão sob o peito da ave, executa-se um movimento de elevação como se fossemos jogar a ave para cima. Ela instintivamente bate as asas e aterrisa na mesa estofada, o que também fortalece os músculos flexores da s coxas. Existem variações na altura conforme evolui o treinamento. Com a prática, usando-se as duas mãos ( sob o peito e sobre a cauda), podemos inclinar a ave para trás durante o pulo, o que a forçará a bater as asas com mais força.
2. ASAS: Na própria mesa, usando-se a beirada, segura-se a ave pela cauda e inclina-se para baixo. Instintivamente se desencadeia uma seqüência de batidas de asas para retornar ao equilíbrio. Aos poucos vamos notando um aumento da capacidade respiratória, mesmo porque estamos exercitando os maiores músculos das aves que são os peitorais e responsáveis por uma boa parte do consumo de oxigênio.Também podemos construir um cavalete para isso ou um trapézio mas não são todas as aves que se acostumam com eles. Nunca segure muito firme na cauda da ave enquanto ela não estiver acostumada com os exercícios porque eles às vezes se assustam e, para se soltarem, rodopiam no seu próprio eixo e largam o rabo na sua mão...Por isso, muito cuidado no manuseio das aves para evitar a quebra de penas e torções que prejudicam a saúde delas.
3.CORRER: Alguns usam a própria mesa, segurando a ave pela cauda, fazendo ela executar instintivamente movimentos com as pernas mas o ideal é construir uma mesa giratória ( como um disco de vitrola) onde se pode segurar a ave com mais comodidade para ela com a vantagem de podermos aplicar uma resistência progressiva na rotação do "prato" o que vai aumentando também a força e resistência dos músculos.Vamos ver se conseguimos um desenho ilustrativo para disponibilizar aqui no site.
Após os exercícios alguns criadores ainda aplicam massagens na musculatura dos galos o que é muito bom quando feito de maneira correta, sem traumatizar a pele da ave, aplicando-se após uma loção adstringente que cada um tem uma receita mas é sempre uma alcoolatura de tinguaciba, barbatimão e anjico e que alguns acrescentam seus "ingredientes secretos".(cânfora, salicilato de metila, mentol e outros).
Nos dias de calor, é bom dar banhos nas aves usando-se sabão neutro ou de côco, enxugá-las muito bem e colocá-las ao sol para terminarem de secar. Evitar os dias frios e com ventos. Usar então as "estufas" gaiolas fechadas com lâmpadas para aquecerem e secarrem as penas.
No treinamento com outro parceiro as parelhas devem ser pesadas e medidas e colocados os protetores (BUCHAS  E BIQUEIRAS) dos quais existem vários modelos e preferências, visando o mínimo de dano as aves. O que se deseja é avaliar a força e as condições físicas. Com a observação notaremos se alguma ave apresenta algum problema . Batidas de 10 minutos são ideais pois poderemos avaliar a ave sem comprometer sua integridade física.
TOSA DAS PENAS: Também outro assunto controverso: de uma maneira geral adota-se a tosa das penas e plumas do baixo-ventre, interior das côxas e parte interna das asas que se justificam até para melhor manuseio, higiene e refrigeração. Alguns retiram também as penas laterais do pescoço mas hoje não se justifica mais esse procedimento. São costumes, não técnicas, herdados de outros tempos e outras culturas.
O BOM SENSO: TODO O MANUSEIO AQUI INDICADO É APENAS PARA A MANUTENÇÃO DA FORMA FÍSICA DAS AVES E NÃO UM INCENTIVO PARA O PREPARO DE GALOS DE RINHA.

 Lema básico: " AMOR , PACIÊNCIA E MUITA, MUITA OBSERVAÇÃO" 

11 comentários:

Anônimo disse...

amo este esporte,competitivo mas porem o mais contribuidor para preservação da especie pois só quem cria preserva. Edésio gonçalves.Sta cruz do capibaribe-PE hà 300 km da capital Recife

Anônimo disse...

quero comsigui uns ezenplares de asessel

Anônimo disse...

lemosgabri@yahoo.com.br,este é o meu email,gostaria de receber fotos de equipamentos de treinamento dos nossos combatentes inclusive da mesa giratória.E se existe a possibilidade de adquirir ovos,frangos ou algum exemplar, se possivel envie preço, fotos sua localização,desde já muito obrigado pela atenção;
Gabriel machado
Viçosa M.G
CEP 36570000

Anônimo disse...

até quem mais odeia,se tentasse criar,se tentasse entender... passaria a amar..

Anônimo disse...

quem ama cuida é isso que nós fazemos,prezervar para futuras gerações.

ESPORA DE OURO disse...

É ISSO MESMO ,A UNIÃO FAZ A FORÇA

ESPORA DE OURO disse...

vamos participar mais do blog ,com ideias ,postagens ,etc,pois toda ajuda é bem vinda.

Anônimo disse...

Oi

Anônimo disse...

Qual omelhor remeido para usar no galo quando ele vai para una rinha, via oral e jetavel -RN

Anônimo disse...

Onde posso encontrar pela internet reto-vos e biqueiras para treinar meus galos, e sacolas para o transporte?

Anônimo disse...

Tenho um frango combatente brasileiro ele tem o rabo torto issobprejudica ele em uma briga?